Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Bela e a Crise

por Luísa Braga

A Bela e a Crise

por Luísa Braga

A Crise da Humanidade

1341905077_0.jpg

 

 

Todos têm estado a par das notícias mais recentes acerca dos refugiados da Síria. Acredito que é algo que ninguém consegue ignorar e fingir que não se importa.

 

Parte-me o coração ver o desespero destas pessoas que fogem à morte. Queria ter os braços do tamanho do mundo, para poder abraçá-los e aconchegá-los, dizer-lhes que vai ficar tudo bem. Mas não tenho, nem posso dizer-lhes que vai ficar tudo bem, quando não sei o que se vai passar daqui para a frente, quando não posso prever o que vai fazer a Europa.

 

Sei que é um bocadinho infantil da minha parte perguntar porque raio os países estão a levantar tantas barreiras a este povo, quando sei que existem regras e leis a cumprir - mas, caramba! Há centenas de pessoas a morrer aqui! Será que "os donos disto tudo" não viram as imagens desta semana? Daquelas crianças a dar à costa? Eu vi. E dói. Dói muito querer fazer alguma coisa e não saber o quê.

 

Foi por isso que fiz uma pesquisa e dei com um aritgo do jornal Observador. Nós, como cidadãos, podemos fazer alguma coisa. O mínimo gesto pode fazer uma grande mudança.

 

CENTRO PORTUGUÊS PARA OS REFUGIADOS

 

Há dois centros de acolhimento, um na Bobadela (Loures) e outro em Lisboa (só para crianças). Estes centros estão sempre à procura de alimentos e bens.

 

Estes centros estão sempre à procura de voluntários, e, neste momento, precisam de professores de português que possam ensinar a nossa língua aos refugiados.

 

ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS

 

Estão à procura de estagiários que possam ajudar nas questões administrativas e apoio legal aos refugiados.

 

UNICEF PORTUGAL

 

Estão neste momento a aceitar donativos. Está a trabalhar em áreas vitais como a saúde, nutrição, água e saneamento.

 

Podem ver o artigo completo aqui, assim como outras formas de ajudar: http://observador.pt/2015/09/03/guia-pratico-para-cada-um-fazer-a-diferenca-na-ajuda-aos-refugiados/

 

Por favor, não se deixem ficar indiferentes. Todos podemos ajudar!

 

 

Beijinho, Lu*

 

 

 

7 comentários

Comentar post