Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Bela e a Crise

por Luísa Braga

A Bela e a Crise

por Luísa Braga

A Marca Branca do Perfume

 

 

Um bom perfume sempre completou qualquer look, fosse ele qual fosse. Porém, os preços exorbitantes que o mercado oferece deixam um pouco a desejar na hora de comprar um perfume.

 

Quem nunca foi a uma perfumaria e se identificou com um perfume, como se ele fosse feito para si e, quando deu uma espreitadela ao preço, viu logo que aquilo cheirava mal? 

 

Pois é. Mas relaxem, que eu encontrei a solução.

 

Já há algum tempo que ando de olho nas marcas brancas de perfumes, que prometem mundos e fundos sobre um cheiro igual ao perfume que queremos, mas que, no fim, não tem nada a ver com a fragância pretendida - e, foi durante uma das minhas pesquisas que encontrei a Equivalenza.

 

De todas as marcas brancas que experimentei - e acreditem que experimentei algumas - esta foi, sem dúvida, a que mais me satisfez: tanto no preço, como na qualidade.

 

O primeiro perfume que comprei foi a 'imitação' do Black XS de Paco Rabanne e, para meu espanto, cheirava tal e qual o perfume original! Não me interpretem mal, esta marca não pode nem copia o perfume, mas a sua essencia é mesmo muito semelhante, pois eu não senti qualquer diferença.

 

Depois comprei o L'Homme de Jean Paul Gaultier para o meu namorado e a experiência foi a mesma.

 

Já experimentei também o Light Blue da Dolce & Gabbana e obtive os mesmos resultados.

 

É uma marca muito acessível, sendo que o frasco de 30ml custa 8,95€; o de 50ml tem o preço de 12,50€ e o de 100ml vale 21,80€.

 

Na época de crise que atravessamos, é sempre bom ter estes truques na manga, podendo poupar e ainda assim usufruir de bons produtos!

 

Estas lojas estão já espalhadas pelo país, em shoppings e nos centros das cidades, estando ao alcance de cada um, e, para além de perfumes, têm uma vasta gama de cosméticos e de ambientadores para o lar, tudo a preços bastante acessíveis!

Acreditem em mim, esta marca branca não é daquelas que desiludem. Arrisquem, vão ver que não se arrependem!


Beijinho, Lu*