Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Bela e a Crise

por Luísa Braga

A Bela e a Crise

por Luísa Braga

Nem Todos os Dias São Bons Dias

E hoje foi um deles.

Nunca fui pessoa de acordar bem-disposta, linda e maravilhosa, não. Mas também não sou alguém que acorda constantemente com os pés de fora. Sou aquela que acorda e apenas pede que não falem com ela durante meia hora, de forma a digerir da melhor forma o início do dia.

 

Normalmente não sou pessoa de me queixar sobre as injustiças da vida, mas hoje tudo me tirou um bocadinho do sério..

 

Custa muito levantar de manhã e enfrentar o dia quando sabemos que não estamos felizes - e eu não estou. No que diz respeito a realização profissional, não estou de todo feliz. Muitos vão julgar-me por me estar a queixar de ter trabalho - têm todo o direito de o fazer, afinal, com a crise que atravessámos, quem trabalha é um priveligiado. Mas hoje acho que tenho o direito de ser um bocadinho egoísta e queixar-me do trabalho, tenho direito a revoltar-me, a bater o pé e a dizer que isto não está bem!

 

Não está bem não darem valor às pessoas. Não está bem trabalhar 8 horas diárias e receber uma gorjeta a que chamam salário mínimo. Não está bem ter de esticar o dinheiro e não nos podermos dar ao luxo de viver uma vida plena e feliz. Nada está bem quando não nos reconhecem o mérito por aquilo que fazemos.

 

Sempre defendi que estudar não fazia ninguém melhor do que ninguém - e continuo a acreditar nisso - mas, de que nos serve uma licenciatura quando passam o dia a tratar-nos como ignorantes?

 

Peço desculpa pelo desabafo, mas hoje estou particularmente frustrada. Não queria tornar o blog em algo pessoal, mas, é um blog, é pessoal! Sinto que não tenho dado o melhor de mim aqui, procurando sempre ir ao encontro dos gostos de quem lê, mas assim estou a fugir da minha essência, e isso eu não quero.

 

É por isso que vou aproveitar este post para vos informar que vou proceder a algumas mudanças no blog, nada de muito drástico, mas vou começar a dar mais ares da minha graça, partilhando o meu dia e dando-me a conhecer um bocadinho melhor.

 

Afinal o mau dia acabou por ter alguma utilidade e toda esta frustração acabou canalizada para ideias novas e melhores, espero eu.

 

Vão passando por cá, vou tentar não desiludir!

 

 

Beijinho, Lu*